PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 12

Página 29 de 33 Anterior  1 ... 16 ... 28, 29, 30, 31, 32, 33  Seguinte

Ir em baixo

 PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 12 - Página 29 Empty PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 16

Mensagem  Faccio Miguel em Seg 8 Jul 2019 - 9:27

03/05/2017
A evolução, tanto material como espiritual, depende do querer. Sem querer o ser estaciona em seu ostracismo e pagará caro pela inércia estabelecida em sua vida. Muitos pensam que o carma é só pelas coisas erradas que se fez; ledo engano. O carma também incide sobre aquilo que se deveria fazer e não se fez. Muitas vezes, o carma pelas coisas erradas é mais leve do que aquele pelo que se deveria fazer e não se fez. Isso também se refere aos conhecimentos que estavam ao nosso alcance e não lhe demos atenção. Tudo o que vem é porque precisava vir. Nada nos vem para ser ignorado. Isso no tocante às coisas materiais ou das coisas espirituais. Especialmente as coisas espirituais, as descartamos pela bitola que fora imposta pelas religiões em nosso consciente exterior. Muitos seres humanos são como São Tomé, precisam ver para crer e mesmo vendo não acreditam. Geralmente, os novos conhecimentos são uma complementação dos conhecimentos já adquiridos e dominados, que surgem para auxiliar o entendimento e acelerar a evolução, especialmente espiritual, do ser humano. Os novos conhecimentos sempre auxiliam o entendimento do que classificamos como mistérios, que, na realidade, são apenas ignorância de nosso consciente exterior, que muitas vezes precisa apenas mais uma luz para iluminar os recônditos da mente humana.


Faccio Miguel

Mensagens : 686
Data de inscrição : 28/09/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

 PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 12 - Página 29 Empty PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 16

Mensagem  Faccio Miguel em Ter 9 Jul 2019 - 9:06

04/05/2017
Há uma desinformação muito grande na humanidade, especialmente nas religiões monoteístas. Geralmente elas pregam, talvez até de uma forma velada, que a sua é a única que salva, como se fôssemos todos perdidos e precisássemos da religião para nos salvar. Estão partindo de um axioma errado, para afirmar a supremacia da sua religião. Seus ensinos são eivados de sofismas que levam a conclusões falsas. Bem diz Deus no livro “Conversando com Deus”: “As teologias humanas são a tentativa da humanidade de explicar um Deus insano que não existe”. A salvação não é uma questão de igreja ou religião. A salvação é uma questão individual e intransferível. Não é o carimbo que temos na testa, identificando a religião a que se pertence, mas aquilo que vai no coração e na mente. Isso é o que nos torna santos ou demônios. O que vai no exterior é tudo consequência daquilo que vai no interior. As religiões esqueceram das palavras de Jesus, “Não se colhem figos dos espinheiros”. “Toda a árvore boa dá bons frutos e toda a árvore má dá maus frutos”. Esqueceram de aplicar esses ensinamentos a si. Boa parte acha que os ensinamentos são para os outros e nunca os aplica a si.

Faccio Miguel

Mensagens : 686
Data de inscrição : 28/09/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

 PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 12 - Página 29 Empty PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 16

Mensagem  Faccio Miguel em Qua 10 Jul 2019 - 9:07

05/05/2017
A matéria com facilidade ludibria o espírito, embora o espírito seja o comandante do aparelho que usa para agir e interagir na matéria densa, mas como o consciente exterior não o reconhece, julga-se no direito de somente aceitar aquilo que aprendeu através dos cinco sentidos, e o espírito, apesar de lhe dar a vida, a capacidade de pensar, de falar, de agir, não tem ascendência direta sobre o consciente exterior, podendo somente passar-lhe intuições, que na maioria das vezes não são aceitas pela malformação de seu consciente exterior. Cabe ao espírito apenas colher os frutos das sementes podres plantadas pelo seu instrumento. Isso é resultado de pais irresponsáveis que não foram capazes de dar princípios e nem limites ao pequeno ser, que, aos poucos, vai tornando-se rebelde para com tudo o que venha para direcioná-lo ao bom caminho. Mesmo que o ser humano, em sua juventude, apresente arroubos de todo saber e de tudo querer dominar, precisa que lhe deem limites, sem, no entanto, tolher-lhe a personalidade, que é a sua carteira de identidade, perante si mesmo e perante o universo. Em sua juventude, o ser precisa saber que não é o centro do universo, e, nem tudo gira em torno do seu umbigo. Há muita coisa a mais que precisa inteirar-se antes de querer dominar o mundo. Como diz Shakespeare, “Há muito mais coisas entre o céu e a Terra do que pensa a nossa vã filosofia”.

Faccio Miguel

Mensagens : 686
Data de inscrição : 28/09/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

 PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 12 - Página 29 Empty PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 16

Mensagem  Faccio Miguel em Qui 11 Jul 2019 - 9:08

06/05/2017
Hoje ouvi durante o programa Globo Rural uma frase que me deu uma luz sobre uma situação que propriamente embota a humanidade dentro de seus conceitos e suas crenças. Diz a frase: “ideias diferentes não nascem de cabeças iguais”. Isso leva os crentes a fundamentalistas e torna-os isolados dentro de uma mesma sociedade, separada por crenças, dogmas e imposições. Cada um julga-se possuidor da verdade, embora racionalmente, pode-se constatar a irrealidade. São condicionados por ideias e boas falácias, mas desprovidas de fundamento algum, e outras, embora calcadas por verdades que são necessárias em um período evolutivo da humanidade, mas que precisam de tempos em tempos ser azeitadas por novas ideias e novos conhecimentos para poderem levar a humanidade à plena evolução espiritual. É preciso diversificar as cabeças para possibilitar e facilitar a liberação de novos conhecimentos e novas ideias, que sempre são os condicionantes da evolução. Se não fossem as cabeças diferentes dos gênios da humanidade, hoje ainda estaríamos fabricando machados de pedra. A bitola que as religiões impõem sobre seus adeptos é o entrave que impede a evolução rápida do ser espiritual, presente no corpo físico. Por que não acontece com as religiões o mesmo que acontece com as coisas materiais, cujas ideias novas voam livres e desimpedidas por todos as filosofias humanas?

Faccio Miguel

Mensagens : 686
Data de inscrição : 28/09/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

 PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 12 - Página 29 Empty PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 16

Mensagem  Faccio Miguel em Sex 12 Jul 2019 - 9:23

07/05/2017
“Ideias diferentes não nascem de cabeças iguais”. A constatação dessa realidade pode ser vista diariamente, não só se referindo às coisas de religião, mas também às coisas materiais. O ser humano se apega àquilo que acredita e não há comprovação em contrário ou lógica alguma que o convença. Os apaixonados por um time de futebol julgam que o seu é o melhor, os outros são os outros. Os apaixonados por uma religião fecham questão sobre ela, e ai de quem tentar convencê-los de algo em contrário. São capazes de matar em nome de uma verdade inexistente, uma verdade que foi deturpada, vilipendiada e totalmente distorcida. Em nome dessas verdades, destroem tudo o que veem pela frente e que não lembre ou justifique a sua insanidade. Especialmente no tocante às religiões, raras são as que podemos afirmar que seus adeptos sejam mentes abertas, dispostos a perquirir, a buscar o entendimento de algum conhecimento novo, para, no mínimo, entendê-lo. Normalmente, tudo o que nos venha, especialmente, no tocante à espiritualidade para a maioria cheira coisa do diabo, no entanto, poderia ser, se compreendido e aplicado para suas vidas, a redenção da alma humana, o encurtamento da estrada da evolução espiritual, um salto para mestria. A maior dificuldade do ser humano é reconhecer a escada que o plano espiritual lhe passa para encurtar sua caminhada evolutiva.

Faccio Miguel

Mensagens : 686
Data de inscrição : 28/09/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

 PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 12 - Página 29 Empty PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 16

Mensagem  Faccio Miguel em Sab 13 Jul 2019 - 10:09

08/05/2017
O que somos aqui no corpo físico e o que somos quando liberto da matéria, é exatamente aquilo que criamos em nossas vidas na matéria. Não podemos esquecer aquilo que Deus disse a Adão e Eva quando foram expulsos do paraíso: “Crescei e multiplicai-vos”. Dá muito bem para entender a mensagem como “criai o vosso futuro”. Recebemos de Deus a individualização, de uma partícula Sua, e o restante correu tudo por nossa conta. A partir de nossas criações, de nossa ação na matéria, é que se estabeleceu a evolução. Somos criações de nossos próprios pensamentos. Assim como o escultor que acrescenta a barro em sua estátua, retira os excessos alisa e está formada a escultura, que é o nosso corpo, mas o reflexo disso que foi esculpido por nós, reflete sobre o espírito. Aquilo que polimos, aquilo que acrescentamos ao atual corpo, se agrega ao corpo astral do espírito e será o modelo para o corpo de nossa reencarnação. É isso que representa o “crescei e multiplicai-vos”, não só em quantidade, mas também e especialmente em todos os atributos do espírito, demonstrando, assim, a nossa trajetória, saída da simplicidade e da ignorância para nos tornar um mestre. Isso que fizermos para o nosso espírito será a tônica de nossa existência tanto na terra como no céu.

Faccio Miguel

Mensagens : 686
Data de inscrição : 28/09/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

 PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 12 - Página 29 Empty PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 16

Mensagem  Faccio Miguel em Dom 14 Jul 2019 - 9:17

09/05/2017
O sentido da vida cada um é quem dá. É determinante disso os seus pensamentos, as suas palavras e as suas obras. Nós somos, como diz Jesus, “Deuses”, isso porque fomos criados de uma partícula Divina. É claro que ainda estamos a caminho, estamos ainda patinando na terceira dimensão de evolução, e, para o ser humano há 26 dimensões evolutivas. É certo que ainda não podemos nos arvorar o direito de Divindade; da mesma forma que uma criança de três anos não pode se arvorar o direito de ser um adulto, já experimentado pela vida e com as responsabilidades de seu status de um ser adulto. A criança pode apenas ser um ser humano em evolução, em crescimento e que, no momento oportuno, absorve toda a gama de ato de um ser adulto. Estamos ainda nesse caminho; e com a diferença da criança que somente é criança e seu corpo físico, procurando dar sentido a tantas coisas que nos envolvem, mas nos fogem do entendimento, porque procuramos o entendimento no corpo físico, mas ele não está aí. Para podermos entender o sentido da vida, temos que buscar a explicação, a luz, no espírito. Assim como não adianta procurar no carro a explicação da multa, precisamos perscrutar o espírito que é o dirigente deste instrumento que ele usa para agir e interagir na matéria densa.

Faccio Miguel

Mensagens : 686
Data de inscrição : 28/09/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

 PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 12 - Página 29 Empty PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 16

Mensagem  Faccio Miguel em Seg 15 Jul 2019 - 9:41

10/05/2017
Apesar de toda a evolução que você tenha conseguido na atual encarnação, isso não libera o espírito dos resgates que tenha que fazer de encarnações anteriores. O resultado da evolução se estabelece especialmente nas próximas encarnações, embora possa minimizar um pouco os atuais resgates. A encarnação é programada por engenheiros geneticistas do Conselho Cármico, que coordena e supervisiona o resgate de cada espírito encarnado, porque, fora da carne, o espírito sabe muito bem o que fez o seu corpo físico e as consequências e resgates que terão que ser feitos, podendo, pela aplicação no espírito, através da utilização consciente e seguidamente, das Chamas Divinas, especialmente a Chama Violeta que é a Chama da transmutação, aliviar seus resgates, embora não os extinga, mas alivia. Surgiu um espírito em nossa sessão de Terapia Holística de nome Bruno, vendedor de tóxicos, que dizia, que sua alma doía ao ver o sofrimento que causara nos viciados e suas famílias, e sabia que teria que resgatar o mal que fizera. Para o Bruno, por exemplo, o Conselho Cármico vai elaborar o planejamento de sua reencarnação visando ao resgate de sua vida passada, vendendo tóxicos, e esse planejamento será avalizado por ele próprio. As Leis de Deus são sábias e justas, porque, como diz Jesus, “Não passará nem um til nem um jota da Lei sem que tudo seja cumprido”.

Faccio Miguel

Mensagens : 686
Data de inscrição : 28/09/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

 PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 12 - Página 29 Empty PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 16

Mensagem  Faccio Miguel em Ter 16 Jul 2019 - 9:28

11/05/2017
A parca capacidade racional do ser terráqueo o leva a filosofar baseado não na realidade das coisas, mas apenas nos conhecimentos de sua minguada utilização de seu cérebro, nem 10% de sua capacidade, e considera suas deduções o suprassumo do conhecimento. Numa comparação muito superficial, seria o mesmo que uma criança que pega nas mãos um globo terrestre de 40 cm de diâmetro e imagina que está com todo o planeta em suas mãos. Esta é uma realidade do ser humano, classificar tudo de acordo com sua régua de medição. Ainda não chegou à sua mente a possibilidade de a coisa ser um pouco maior do que o diâmetro do seu umbigo. Sua visão é extremamente minguada, comparando com a visão dos animais. Sua percepção das coisas não vai além do que é material; do outro lado da matéria, lhe é totalmente estranho, quando lhe surge algo, chama de fantasma. A régua que usa para medir a Divindade é a mesma que usa para seu umbigo. Porém, a medida de Deus é a mesma medida do átomo, a mesma medida do planeta, a mesma medida do sistema solar, a mesma medida da galáxia e a mesma medida da galáxia de galáxias. Deus é uma energia que se expressa no átomo, no planeta, no sistema solar e na galáxia. Não atribui a Deus a tua minguada capacidade racional.

Faccio Miguel

Mensagens : 686
Data de inscrição : 28/09/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

 PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 12 - Página 29 Empty PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 16

Mensagem  Faccio Miguel em Qua 17 Jul 2019 - 9:42

12/05/2017
O desenvolvimento espiritual é um caminho progressivo, é como uma escada: para chegar no topo, precisa subir um degrau de cada vez. A forma como se trilha esse caminho, embora influenciado pela família, pela sociedade e pelo grupo de vivência, sempre é uma opção pessoal. Na vivência das escolhas pessoais, o que mais importância tem é a família, especialmente os pais, pois está sob sua responsabilidade dar princípios e limites ao pequeno ser, que chega ao mundo leve como uma pluma, e precisa dessas âncoras para poder equilibrar-se sobre a Terra. Tendo essas âncoras, tudo o que vier depois não terá forças para o derrubar, poderá vergar como uma vara ao vento, mas não irá se partir. Talvez, o maior problema da humanidade hoje, seja exatamente a falta dessa âncora para sustentar o ser já crescido e dono de seu próprio nariz, talvez dizendo melhor, nariz levado pelo vento, pelas oportunidades que o mundo facilita, para prender os incautos. É nos limites e princípios que se estabelecem as bases para um desenvolvimento harmonioso de cada ser. Pode ter altos e baixos, mas não cederá aos engodos da matéria para o desviar do caminho. Assim, a cada existência corpórea, andará mais um degrau na escada evolutiva.

Faccio Miguel

Mensagens : 686
Data de inscrição : 28/09/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

 PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 12 - Página 29 Empty PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 16

Mensagem  Faccio Miguel em Qui 18 Jul 2019 - 9:40

13/05/2017
A vida, essa realidade que se expressa em ambos os lados da medalha da existência, tão cantada em versos e prosa, tão estudada pelos que se arvoram o título de cientistas, mas, no entanto, tão mal-entendida. Na ciência dos homens, tão mal pesquisada, pois seus cientistas a julgam somente pela visão da matéria, e essa lhe dá tão pouco tempo de existência, que muitas vezes não alcança dois dígitos de idade e dificilmente chega a três. Mesmo assim, julgam ter alcançado o suprassumo do conhecimento. Pobres mentes humanas. A vida não é somente isso. Onde ela mais se expressa é do outro lado da medalha de nossa realidade matéria/espírito. Sua maior abrangência é exatamente onde nossos sentidos obtusos não alcançam. Mesmo na parte da matéria, que sua ciência classifica como inanimada, a vida se apresenta de forma clara para quem vê com a mente e não com os olhos. A lógica quando não bitolada, pode facilmente ver vida no movimento, e a grande realidade mostra que onde há movimento há vida. Da mesma forma, sua maior expressão está no outro lado da medalha, onde ela não é bitolada pelo tempo e pelo espaço, onde o seu limite é a eternidade, e onde viceja até alcançar o ápice evolutivo de seu reino, para então ascensionar a um reino superior.

Faccio Miguel

Mensagens : 686
Data de inscrição : 28/09/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

 PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 12 - Página 29 Empty PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 16

Mensagem  Faccio Miguel em Sex 19 Jul 2019 - 15:56

14/05/2017
Somos aquilo que nosso consciente exterior pode ser. Somos como qualquer recipiente, cabe dentro de nós somente aquilo que o consciente exterior permitir que entre. E ninguém, muito menos a Divindade, interfere nesse nosso recipiente onde é guardado o conhecimento, isto é, aquilo que inicialmente nossos pais prepararam esse recipiente para receber, aquilo que seria importante e necessário, não só para a vida física, mas também para a existência, ou seja, a eternidade. Somos demasiadamente bitolados pelas viseiras da ignorância que toldam um dos maiores dons que recebemos ao sermos criados, de uma partícula da Divindade, e que Deus reprisou a Adão e Eva ao expulsá-los do paraíso: “Crescei e multiplicai-vos”. Isso não se refere somente a descendência, que é temporária, mas o seu crescimento interior, crescimento da consciência, crescimento da inteligência, e essa só vem acompanhada do conhecimento. No Jardim do Éden, o conhecimento era inerente ao próprio estado, e a expulsão do paraíso causou a ruptura da absorção do conhecimento. De ora em diante, o conhecimento só seria liberado a partir da evolução intelectual do ser humano, que, pelo jeito, levou bastante tempo para acontecer, e somente o foi através de conta-gotas.

Faccio Miguel

Mensagens : 686
Data de inscrição : 28/09/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

 PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 12 - Página 29 Empty PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 16

Mensagem  Faccio Miguel em Dom 21 Jul 2019 - 14:24

15/05/2017
A evolução do Espírito se acelera quando ele começa a se desligar das coisas materiais. A matéria é o local onde o espírito pode evoluir com maior facilidade, somente precisa desvencilhar-se da atração que a matéria exerce sobre o consciente exterior do corpo, que facilmente o domina. Quando o espírito não tem domínio sobre o consciente exterior do instrumento que usa para interagir na matéria densa, com facilidade torna-se escravo dela, causando-lhe grande quantidade de carmas a serem resgatados posteriormente. Isso acontece especialmente quando a criança não recebe princípios e nem limites, onde se sobressaem os institutos próprios da matéria e que vão dominando o espírito que não tem condições de reagir e nem a atitude dos pais em corrigir as traquinices do pequeno ser, que então se acostuma às malandragens que se avolumam conforme cresce o corpo físico e a certeza da impunidade das coisas erradas que fez. Por isso, o espírito precisa da aquiescência dos responsáveis pela criança em lhe corrigir os malfeitos, e dando princípios e limites, que estarão aplainando o caminho do pequeno ser e dando ao seu espírito terreno fértil para bem empreender a sua caminhada evolutiva, tendo como auxiliar um consciente exterior bem-formado.

Faccio Miguel

Mensagens : 686
Data de inscrição : 28/09/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

 PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 12 - Página 29 Empty PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 16

Mensagem  Faccio Miguel em Ter 23 Jul 2019 - 9:06

16/05/2017
Normalmente, o espírito, ao desencarnar, leva junto as condições que haviam em seu consciente exterior. As características de sua personalidade o acompanham, e até não se enquadrar na nova vida, terá dificuldade de adaptação, sendo até um problema para os socorristas ou entidades que trabalham no Hospital Astral. Algumas vezes, a dificuldade é tão grande que os trabalhadores do mundo espiritual o deixam à sua sorte, para que aprenda da pior forma possível: com sofrimento. O domínio dos outros, enquanto no corpo físico, supõe poder exercer também do outro lado da vida, quando então irá sentir que a música do mundo espiritual é tocada por outro instrumento. Com o tempo, ou se dobrará à nova realidade ou, possivelmente, ser-lhe-á imposta uma encarnação compulsória, onde não terá mais ascendência sobre o novo corpo, condicionando-o a permanecer em um corpo totalmente anormal e que precisará de cuidados dos outros. Para o espírito rebelde e que se rebela contra as Leis estabelecidas, às quais todos devem obedecer, e não se dobra, o remédio sempre é bastante amargo, até convencer-se a agir conforme os ditames da Lei Divina e especialmente o “Somos Todos um”.

Faccio Miguel

Mensagens : 686
Data de inscrição : 28/09/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

 PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 12 - Página 29 Empty PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 16

Mensagem  Faccio Miguel em Qua 24 Jul 2019 - 8:53

17/05/2017
A busca do divino está em nosso ser, impregnado em nosso DNA. É uma força irresistível que pode ser bloqueada por algum tempo ou algumas encarnações, depende somente do consciente exterior do próprio ser humano. Pelas suas características, as crianças nascem na plena dependência da mãe e assim permanecem por um longo tempo se comparado aos animais, que, do momento do nascimento, com exceção ao leite materno, já se viram por própria conta. Alguns até nem precisam da mãe. Essa característica diferenciada para o rei da natureza, o ser humano, é que ele tem o poder de criar seu próprio mundo e com interferência de suas próximas encarnações, precisando dos pais, especialmente, para formar seu consciente exterior, que é de onde retira o direcionamento de sua vida e em cima desse direcionamento é que vai criar seu futuro. Aplica-se muito bem aqui, um ditado popular: “É de pequenino que se torce o pepino”. Nada mais real se entendermos perfeitamente esse ditado. Refere-se, especialmente, à formação do consciente exterior, o polimento da personalidade e o direcionamento, através de princípios e limites a um ser que apenas tem uma vida explodindo para enfrentar o mundo e as consequências de seus atos.

Faccio Miguel

Mensagens : 686
Data de inscrição : 28/09/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

 PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 12 - Página 29 Empty PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 16

Mensagem  Faccio Miguel em Qui 25 Jul 2019 - 15:38

18/05/2017
Ao nível do espírito, acontece a mesma coisa que ao nível da matéria. Ao nível da matéria, sempre há os que se destacam, que estão à frente de tudo, que, parece, onde põem a mão, tudo se desenvolve com maior facilidade, são os vanguardas de todo desenvolvimento, tanto individual como coletivo. Ao nível do espírito, parece que acontece a mesma coisa. Alguns são ágeis em tudo o que fazem, buscam sempre o bem comum, estão imbuídos no “Somos Todos Um”. Para esses, o desenrolar do desenvolvimento se processa mais acelerado. Sei muito bem que, tanto ao nível da matéria como ao nível do espírito, o desenvolvimento não faz saltos, é preciso vencer etapas, subir um degrau de cada vez. Por que isso pode acontecer? Se todos fomos criados do mesmo princípio, uma partícula da própria Divindade? Algumas vezes me pergunto: como isso pode acontecer? Talvez, não sei exatamente, seja isso resultado da formação do consciente exterior, no somatório das mais diversas encarnações, onde a uns, foi moldado para enfrentar as vicissitudes da matéria e a outros malformados, preparados apenas para serem servidos? Incógnita essa difícil de decifrar, mas nos compete, exclusivamente, seguir nosso caminho evolutivo, sempre estendendo a mão a quem precisa. Não podemos esquecer que somos uma unidade na multiplicidade. “Somos Todos Um”, assim como a Divindade somos todos nós.

Faccio Miguel

Mensagens : 686
Data de inscrição : 28/09/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

 PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 12 - Página 29 Empty PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 16

Mensagem  Faccio Miguel em Sex 26 Jul 2019 - 9:26

19/05/2017
A essência que reside em cada ser, não importa ser material ou imaterial, é a mesma essência do Deus Uno Pai/Mãe. Essa é que dá o suporte a que se crie o mundo individual e coletivo, e, estes também possuem a mesma essência. Essa essência Divina se expressa através de dois poderes: o poder criador que dá a vida à existência e o poder regedor em que cada criador se torna responsável pelas suas criações, surgindo daí o carma ou a evolução espiritual. Essas essências são a manutenção da vida, e a vida se expressa desde o átomo à galáxia, desde o Elemental ao próprio Deus Uno Pai/Mãe. O que determina o bem ou o mal não é a energia, pois ela é a mesma para tudo, mas a forma como é utilizada. Quem determina a forma de utilização é o próprio indivíduo, que assim como a usa se torna responsável pelas consequências de suas criações. Aqui, no mundo físico, chamamos essa responsabilidade de “direito autoral”, que, inclusive, se registra em cartório para poder cobrar os dividendos de sua utilização. No mundo espiritual, chama-se apenas de responsável pela criação e não precisa registrar em lugar nenhum, pois ela volta a quem a criou em forma de evolução ou de resgate.

Faccio Miguel

Mensagens : 686
Data de inscrição : 28/09/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

 PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 12 - Página 29 Empty PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 16

Mensagem  Faccio Miguel em Sab 27 Jul 2019 - 10:05

20/05/2017
O progresso, quer seja ao nível da matéria ou ao nível do espírito, exige constância e persistência. Ninguém consegue alguma coisa sem esses dois requisitos básicos. Seria a mesma coisa que um carro sem combustível, ou então com um pneu furado. Ninguém que quer construir uma casa põe o primeiro tijolo e depois senta à sombra. Assim é a nossa vida, para tudo precisamos seguir em frente. Não dá para parar pelo caminho. Pode-se eventualmente reduzir a velocidade do que estamos fazendo, mas jamais parar, porque parar é andar para trás. Sim, parar quer dizer distanciar-se dos outros e não podemos esquecer que o axioma “Somos Todos Um” impera em tudo em nossa vida. Apesar de nosso consciente exterior não se aperceber dessa realidade, por estar demasiadamente vinculado ao Véu de Maya, ela não deixa de ser uma realidade. Temos que ter em mente que somos uma individualidade dentro de uma coletividade. Assim como somos um, somos todos, e é isso que determina o nosso andar pela estrada da matéria como pela estrada do espírito. Tudo se movimenta, evolui, anda e se desloca no universo. Nada permanece estacionado em seu casulo eterno. Somente o ser humano pode optar, pela sua ignorância, a segregar-se do todo para manter-se na individualidade. Assim, estará criando para si empecilhos para sua própria evolução.

Faccio Miguel

Mensagens : 686
Data de inscrição : 28/09/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

 PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 12 - Página 29 Empty PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 16

Mensagem  Faccio Miguel em Dom 28 Jul 2019 - 9:31

21/05/2017
O destino do ser humano Jesus já nô-lo passou há dois mil anos. Dizia Ele: “Sede perfeitos como perfeito é nosso Pai que está nos céus”. Esse é nosso objetivo de existência, a perfeição. Esse objetivo está impresso no DNA do espírito, pois, como também diz Jesus, “Vós sois Deuses”. A nossa essência é Deus, pois saímos de uma partícula Divina, o que nos falta para expressar essa nossa essência é apenas nosso consciente exterior, a parte da matéria que possibilita nosso corpo se conscientizar dessa grande verdade que está escondida debaixo do Véu de Maya para que possamos experienciar o conhecimento Divino, que também está em nosso DNA, para que a Divindade possa conhecer-se quem é. Deus, como Deus, não pode experienciar a Si, precisa do intermediário, uma partícula Sua impregnada na matéria para assim agir e interagir nela, através do veículo chamado corpo físico, que, na essência, também é Deus. A inconsciência dessa realidade e da correlação espírito/matéria é que leva o ser humano a desviar-se de sua programação, de seu objetivo de existência. Quanto mais nosso consciente exterior se conectar com a parte Divina, maior será a facilidade de agir e interagir na matéria, tal como dizia Jesus: “E fareis coisas ainda maiores das que eu faço”. Tal é o nosso destino, sermos Deuses conscientes e conscientemente interagir na matéria.

Faccio Miguel

Mensagens : 686
Data de inscrição : 28/09/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

 PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 12 - Página 29 Empty PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 16

Mensagem  Faccio Miguel em Seg 29 Jul 2019 - 9:45

22/05/2017
Não há a necessidade de se ser um exegeta para conseguir o reino dos céus, basta seguir o ensino de Jesus, ou seja, “Quem não se tornar como uma criança não entrará no reino dos céus”. A pureza das intenções, a simplicidade, a convivência harmônica com todos e o desapego dos bens terrenos, são algumas das condições apresentadas pelas crianças, tornando-as dessa forma modelo para o ser adulto. Essas qualidades são inerentes ao espírito infantil, e é dessa forma que deveríamos nos apresentar para a humanidade, para o universo. Desprovidas ainda das imperfeições da matéria, que na maioria dos casos são incentivadas pelos pais ou responsáveis e que destroem aquelas qualidades do espírito que podem, com maior facilidade, extravasar para um consciente exterior do pequeno ser, mas que com o tempo, com a vivência em seu grupo familiar e depois social, vão se deturpando e a consequência podemos ver, dá para dizer, com raras exceções, em cada criança, a tirania, o despotismo, a ira e a maldade para com os outros, tornando-as quase que um algoz para quem vive com elas. Essa é a consequência da malformação recebida pelos pais; filhos dos filhos rebeldes, que continuam ainda a espalhar sua cizânia, especialmente dos pequenos seres; preparando-os para seu orgulho e não para o mundo, onde terão que viver e onde deverão exercer a programação para a qual desceram à matéria.

Faccio Miguel

Mensagens : 686
Data de inscrição : 28/09/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

 PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 12 - Página 29 Empty PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 16

Mensagem  Faccio Miguel em Ter 30 Jul 2019 - 8:36

23/05/2017
A vida se renova constantemente. Ela sempre está no bailado: nascer, morrer, renascer sempre. É assim que ela se mantém, até para a eternidade, quando o ser humano não interromper o ciclo normal das vidas maiores. Quando deixarmos a natureza seguir o seu curso, ela se mantém. Precisamos, também, entender que todos os organismos, quer sejam unicelulares, quer sejam multicelulares, são compostos pela menor parcela de vida, que são os átomos. Estes, a menos que o ser humano os destrua, continuarão por tempos intermináveis mantendo a menor parcela de vida e evoluindo de forma muito lenta, mas evoluindo conforme evolui energeticamente o planeta onde está. Essa evolução corresponde à alteração para uma energia mais fina e refinada, alterando a egrégora do átomo e dos seres que vivem nesse planeta, ou também, sistema solar. A ciência dos homens não tem como avaliar isso, pois está sentada sobre a matéria e na terceira dimensão. A Terra já deve ter sofrido várias dessas ascensões energéticas, mas sua constatação só pode ser detectada pelo raciocínio desprovido da bitola estabelecida pela ciência dos homens, que subjuga o desenvolvimento pelas medidas que usa para estabelecer a existência, ou não, das coisas.

Faccio Miguel

Mensagens : 686
Data de inscrição : 28/09/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

 PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 12 - Página 29 Empty PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 16

Mensagem  Faccio Miguel em Qua 31 Jul 2019 - 15:18

24/05/2017
A Terra, berço da atual humanidade, já foi também berço de muitas civilizações que em certo período transitaram por aqui, tiveram seu início, crescimento, apogeu evolutivo em alguns ramos do conhecimento em sua Era de Ouro e depois extinguiram-se. De muitas delas, ainda se encontram vestígios de sua passagem por aqui, mas a grande maioria delas a Terra apagou todos os seus rastros, ficando apenas sua energia gravada nos registros akásicos. Isso a ciência dos homens não conhece, pois está afeta somente aos Mestres Ascensionados a chave de sua abertura para o conhecimento de alguns seres humanos, com capacidade de os ver e entender. O ser humano, atualmente, tem dificuldade de entender e no mínimo aceitar a demonstração patente que os ETs estão deixando através de suas esporádicas aparições em seus discos voadores e os sinais gravados nas plantações de trigo, onde não é destruída a planta, mas sim dobrado o caroço do pé, de tal forma que continue seu ciclo evolutivo, como se nada tivesse acontecido, deixando aparente o enigma para ser desvendado pelos cientistas que se consideram o único ser inteligente no universo. À atual humanidade, não está reservado o desaparecimento, mas a ascensão a uma oitava superior de evolução, para os que tiverem condições de acompanhá-la energeticamente.

Faccio Miguel

Mensagens : 686
Data de inscrição : 28/09/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

 PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 12 - Página 29 Empty PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 16

Mensagem  Faccio Miguel em Qui 1 Ago 2019 - 9:20

25/05/2017
Para que haja uma mudança efetiva na humanidade como um todo, precisa, em primeiro lugar, convencer-se de que temos o poder criador, e, apenso ele, a responsabilidade pelas nossas criações. São as palavras de Jesus, “A semeadura é livre, mas a colheita é obrigatória”. Fixado esse conceito, entender que tudo o que fizer, terá a respectiva responsabilidade. Após sua intelectualização, saber que “tudo o que aqui se faz, aqui se paga”, conforme o ditado popular. Como consequência dos conhecimentos acima, saber que quem cria e sofre as consequências da criação é o espírito. O corpo é apenas um instrumento do espírito. Por isso, a grande maioria dos resgates é feita em outro corpo. Quando há uma infração de trânsito, quem paga a multa é o motorista. Se ele vender o carro para o depósito e comprar outro, continua tendo que pagar a multa da infração cometida com o carro anterior. Essa é a grande realidade da humanidade. Quando esses conceitos estiverem totalmente fixados no consciente exterior e aplicados na vida, a transformação da humanidade não precisará de um século para acontecer. O tempo de uma geração será suficiente.

Faccio Miguel

Mensagens : 686
Data de inscrição : 28/09/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

 PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 12 - Página 29 Empty PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 16

Mensagem  Faccio Miguel em Sex 2 Ago 2019 - 9:00

26/05/2017
A grande dificuldade do ser humano quanto a sua situação de quem é, está vinculada à sua inferioridade. A inferioridade é o barômetro que condiciona as informações, ao consciente exterior, de quem é. Enquanto o ser individualmente não buscar, por sua própria iniciativa, conscientizando-se que é um espírito que por ora está imerso em um corpo físico e que este subsiste inclusive, à própria morte, não conseguirá se desprender da matéria para encontrar energias que irão alimentá-lo, tal qual faz com o corpo. O homem moderno, inclusive as próprias igrejas, se dedicam mais ao ouro e à prata do que ao enriquecimento do espírito. Esse apego demasiado aos bens materiais bloqueia o acesso do consciente exterior ao espírito, levando-o muitas vezes a dormir. Há a necessidade premente de essa humanidade convencer-se da descoberta, após muito sofrer, do Buda Gautama, de que, “é preciso andar no caminho do meio”. As coisas materiais são importantes, tão importantes como as coisas espirituais, pois ambas precisam andar juntas para que haja um desenvolvimento harmonioso do conjunto matéria/espírito. Quando se alcança isso, não se precisa mais buscar desenfreadamente as coisas materiais, porque, como diz o Cristo, “tudo o mais vos será dado de acréscimo”.

Faccio Miguel

Mensagens : 686
Data de inscrição : 28/09/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

 PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 12 - Página 29 Empty PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 16

Mensagem  Faccio Miguel em Sab 3 Ago 2019 - 10:30

27/05/2017
Não é a religião que determina a nossa situação na vida após a vida. Ela apenas se torna um auxiliar para que o nosso consciente exterior se conecte com a Divindade. Inclusive, até pode ser, há religiões que até podem aumentar os carmas de seus adeptos. Como se diz no vulgo, acrescentar lenha para a fogueira do capeta. A estes, o Cristo tem dito: “Deixa, são cegos dirigindo outros cegos, ambos cairão no fosso”. A situação do ser humano na vida após a vida depende única e exclusivamente de si, de sua conexão com a natureza, o universo, que em síntese é a Divindade, porque Deus se expressa em tudo e todos. De nada adianta a religião se seu pensamento exala ódio, inveja, ciúme, cobiça e todos os pecados inerentes à matéria. É necessária a conexão do espírito, que no corpo físico, propriamente, está condicionado ao consciente exterior, e terá que resgatar tudo aquilo que este consciente fizer, que vai contra a Grande Lei. O mais importante foi a descoberta do Buda Gautama, que, após sofrer por determinação de outros homens, chegou à conclusão que “é preciso andar no caminho do meio”. Dar ao corpo, pois o corpo precisa ser forte, e ao espírito o mesmo tempo e importância que dá para a matéria. Os romanos, embora sendo um povo belicoso e sanguinário, conseguiram intelectualizar: “anima asna in corpore sano” (alma sã em um corpo sadio), embora, talvez, não o aplicassem a si.


Faccio Miguel

Mensagens : 686
Data de inscrição : 28/09/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

 PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 12 - Página 29 Empty Re: PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 12

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 29 de 33 Anterior  1 ... 16 ... 28, 29, 30, 31, 32, 33  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum